Este site utiliza cookies para lhe garantir uma melhor experiência. Você pode revisar as configurações de cookie do seu navegador.
compre com pontos
Como juntar mais pontos?

Segurança financeira: 3 dicas para não sair do orçamento!

Para garantir sua segurança financeira, é necessário encontrar um equilíbrio entre os seus gastos de hoje e o planejamento para o futuro. Isso só é possível a partir de uma mudança na sua relação com o dinheiro!

Tal mudança se torna mais simples quando você tem os conhecimentos que precisa. Por isso, vamos te ajudar a entender mais sobre segurança financeira e como cuidar do seu orçamento com algumas dicas práticas. Confira abaixo! 

O que é segurança financeira?

A segurança financeira  e o preparo do seu orçamento é o que livra você de passar por problemas  por conta de dinheiro ou de se enrolar com dívidas. Além disso, essa segurança ainda garante uma reserva para um futuro mais tranquilo. Mas, a dúvida que mais aparece na mente dos brasileiros é: como guardar dinheiro se não sobra quase nada no final do mês?

Com uma boa dose de planejamento financeiro pessoal! 

Com essa organização, é possível guardar um valor para os imprevistos e para o seu futuro. Isso quer dizer que, mesmo que algo aconteça e você não tenha uma fonte de renda, as suas contas básicas vão poder ser pagas.

Principais dúvidas sobre segurança financeira

Se você é do tipo que organiza os gastos, saiba que isso já é um grande passo. Afinal, muita gente não tem nem ideia do quanto gasta e percebe que não vai dar conta de pagar todos os boletos quando o orçamento já foi comprometido.

Dito isso, a segurança financeira pode ser considerada  um pilar da educação financeira. Essa segurança deve ser alcançada sem que a busca por uma melhor qualidade de vida seja deixada de lado!

O que vamos te ensinar aqui é que você pode – e deve – atender às suas necessidades e aproveitar os prazeres da vida enquanto se prepara para o futuro. Para isso, confira abaixo as duas principais dúvidas sobre segurança financeira!

Como construir essa segurança do zero?

A primeira coisa é começar a guardar dinheiro mensalmente. Isso significa que você vai se planejar para reservar um valor mínimo do seu salário ou de outra fonte de renda que você tenha.

Quanto mais conseguir guardar melhor. Para criar esse hábito, uma dica é começar com um percentual baixo e aumentar conforme o possível.

O objetivo é garantir uma reserva suficiente para cobrir as despesas básicas; depois, para dar conta dos imprevistos; e por fim, para se preparar para gastos mais altos no futuro.

E como manter essa segurança financeira? 

Simples: é preciso ter disciplina. Ou seja, não é porque você conseguiu juntar uma grana que você deve alimentar seus impulsos de compra. Pelo contrário, você vai ter que aprender a lidar com as tentações.

Isso significa que a sua segurança financeira também depende do seu autocontrole.

Uma sugestão é procurar opções de investimento – a curto prazo e depois a médio e longo prazo – para o seu dinheiro não ficar parado ou facilmente acessível.

7 dicas para não sair do orçamento!

Além do controle de gastos, alguns investimentos podem contribuir para sua segurança financeira.


Agora que você sabe e tem respondidas as principais dúvidas sobre a otimização do seu orçamento, listamos para você as principais dicas para esse processo! 

1. Anote os seus gastos

Ninguém consegue ter o controle do próprio dinheiro sem saber para onde estão indo todos os reais gastos. Além de anotar as despesas mais altas, crie o hábito de anotar também os gastos pequenos. Afinal, quando eles são frequentes, por mais baixos que sejam, podem acabar comprometendo a sua renda.

2. Siga à risca o seu planejamento financeiro pessoal

Estabeleça metas para você seguir. Por exemplo, coloque um limite para gastar com certas categorias como lazer, restaurante e até compras no supermercado. Mas é preciso levar essas metas a sério. Você vai se surpreender com o quanto consegue economizar.

E por que ter um planejamento financeiro pessoal?

Ter um planejamento financeiro significa traçar um plano, levando em conta a sua renda e os seus gastos. A partir disso, você define quais despesas podem ser cortadas e o quanto destinar para cada necessidade. 

3. Troque pontos do seu cartão por serviços e atividades

Um ótimo jeito de economizar, sem abrir mão da sua qualidade de vida, é trocar os pontos do cartão de crédito por serviços, atividade de lazer, bem-estar e até mesmo alimentação. Ótima dica, não?

Como acumular cada vez mais pontos?

Quanto mais você usa o cartão de crédito mais você acumula pontos. Isso não quer dizer que você tenha que gastar mais. Em vez de fazer compras no débito ou dinheiro, você pode pagar no crédito.

Como trocar pontos do cartão?

Graças à parceria com diversos programas de fidelidade, plataformas como a Easy Live oferecem um mundo de possibilidade para os seus pontos. Eles podem ser trocados, por exemplo, por entrada para o Hopi Hari, vale combustível, por créditos para gastar no iFood, Uber e muito mais!

4. Conte com a ajuda dos apps

Os aplicativos de finanças pessoais são ótimos para controlar o orçamento, auxiliando na busca pela segurança financeira, pois oferecem aos usuários a praticidade de anotar todos os gastos pelo celular, traçar metas, gerar gráficos, etc.

5. Controle o impulso de compra

Antes de fazer uma compra, pense com calma. Pode ser que daqui uma semana ou um mês, você mude de ideia e nem queira mais o produto ou serviço.

6. Separe as necessidades dos desejos

Os desejos nos levam a gastar com coisas que muitas vezes não precisamos. Portanto, saiba identificar o que é uma necessidade, de fato, para não gastar com bobagens.

7. Economize sem sofrer

Você não precisa abrir mão das coisas importantes da vida para conquistar sua segurança financeira. É possível gastar menos e se divertir mais, desde que você tenha um bom planejamento.

Quer entender melhor como os programas de fidelidade ajudam você a economizar? Confira aqui quais são as oportunidades que te esperam!

Publicado por Eduardo Mariz

Gerente de Estratégia Digital da Easy Live. Administrador com mais de 10 anos de experiência em empresas de tecnologia nos mercados B2B e B2C. Graduado em Administração pela UFRJ, pós-graduado em Marketing na IBMEC, atuou em diferentes áreas, como comercial e marketing digital, data analytics e user experience.

Gostou?

Compartilhe

Deixe seu comentário