Este site utiliza cookies para lhe garantir uma melhor experiência. Você pode revisar as configurações de cookie do seu navegador.
compre com pontos
Diversão com economia

Harmonização de vinhos: guia rápido para nunca errar

Para quem é fã da bebida, entender um pouquinho sobre harmonização de vinhos é uma maneira de fazer as experiências gastronômicas serem ainda mais gostosas.

Isso porque cada vinho tem características próprias que interagem com os aspectos presentes nos alimentos. Ao fazer as combinações certas, é possível valorizar tanto o sabor do vinho quanto dos pratos.

Quer entender mais sobre o assunto? Então vem com a gente!

Quais pratos escolher quando pensamos em harmonização de vinhos?

Dependendo do tipo de uva, da safra e do processo usado na produção dos vinhos, as características mudam. Eles podem ter um perfil tânico, nível de acidez, intensidade e complexidade diferentes. A partir dessas características, a harmonização de vinhos encontra os seus pontos de equilíbrio.

Veja a seguir como valorizar o sabor dos alimentos de acordo com os tipos de vinho:

Cabernet Sauvignon

De origem francesa, o vinho Cabernet Sauvignon é um dos mais famosos e consumidos no mundo inteiro. Por conta dos taninos firmes, a bebida “limpa” as papilas gustativas. Pode ser harmonizado com diversos pratos, principalmente os que levam carne vermelha e molho de tomate.

Merlot

O Merlot é um vinho considerado eclético, pois não tem níveis de tanino, doçura e acidez muito altos. Ele vai bem com carnes vermelhas, risotos e massas com cogumelos. Por ter um sabor suave, não combina com pratos apimentados, peixes ou saladas de folhas.

Malbec

Tradicional na Argentina, o vinho Malbec costuma ser associado com o chorizo e as carnes na brasa dos churrascos. Mas saiba que ele também harmoniza bem com molhos apimentados e agridoces, já que a bebida apresenta um leve toque adocicado.

Syrah

Saboroso e encorpado, o vinho Syrah tem como característica notas de especiarias picantes e frutas negras. Por isso, combina muito bem com pratos bem temperados com pimentas, cominho, noz moscada e outras ervas picantes. Os rótulos com fundo adocicado podem acompanhar sobremesas com chocolate meio amargo.

É verdade que a harmonização de vinhos é a mais famosa combinação com bebida alcoólica. Porém, poucos consumidores sabem como realizá-la corretamente

Pinot Noir

Embora seja um vinho tinto de corpo mais leve, o Pinot Noir tem um sabor bem profundo e aromas que lembram sabores terrosos. Essas características fazem com que ele seja perfeito para acompanhar receitas que levam cogumelos e trufas. Também podem acompanhar legumes assados e queijos, como brie, camembert, roquefort e gorgonzola.

Chardonnay

Entre os vinhos brancos, o Chardonnay é um dos queridinhos. Costuma ter aromas frutados, amadeirados e amanteigados. Quando bem estruturado, deixam os pratos com peixes e frutos do mar ainda mais deliciosos. Além disso, vai bem com massas com molhos cremosos à base de queijo.

Sauvignon Blanc

Assim como outros vinhos brancos, o Sauvignon Blanc costuma ser apreciado junto de pratos com peixes brancos, acompanhados de legumes e saladas de folhas. As massas com molhos leves, ervas frescas ou à base de manteiga também são perfeitas para esse tipo de vinho.

Rosé

Uma boa pedida sobretudo para os dias mais quentes, o vinho Rosé oferece várias possibilidades de harmonização graças a sua versatilidade. Apesar de ter menos taninos, tem corpo para acompanhar pratos saborosos, como pizzas, massas, carnes e frutos do mar.

Harmonização de vinhos e sobremesas: qual escolher?

Além dos pratos salgados, existe a possibilidade de fazermos a harmonização de vinhos com as sobremesas. É importante que elas sejam menos doces do que a bebida, assim um não anula ou destaca demais o sabor do outro.

Muita gente tem curiosidade em saber, por exemplo, qual vinho combina mais com chocolate. Por conta do sabor marcante e da gordura presente nas sobremesas que levam esse ingrediente, vinhos tânicos e fortes são mais indicados, como os vinhos do Porto.

Já no caso das sobremesas com sabores cítricos, como uma salada de frutas, os espumantes Moscatel e demi-sec são boas opções. Isso porque eles têm um nível de açúcar parecido, além de serem mais suaves.

Como troco meus pontos por vinhos?

Ao contrário do que muitos imaginam, é possível, sim, trocar pontos por vinhos

Embora a bebida seja rodeada por um ar de sofisticação, você não precisa sair do orçamento para apreciar momentos especiais com uma boa taça de vinho na mão.

Além da diversidade de opções disponíveis no mercado, fique sabendo que é possível adquirir ótimos vinhos usando os seus pontos do cartão de crédito.

Com a Easy Live, você usa a pontuação para comprar seus rótulos preferidos nas lojas parceiras:

Dessa forma, fica fácil encontrar a melhor opção para a sua harmonização de vinhos, não é mesmo? E tudo isso sem precisar colocar a mão no bolso!

Se você ainda não está familiarizado com a troca de pontos, vale a pena dar uma olhada no catálogo da Easy Live para ficar por dentro de todas as possibilidades.

Quer ampliar os seus conhecimentos sobre a bebida? Conheça os tipos de vinhos e suas principais características.

Publicado por Claudio Albuquerque

CEO da Easy Live. Doutor pela Escola de Política e Filosofia da UFERJ e oriundo do mercado de Corporate Finanças. É, atualmente, o executivo que responde pela área de estratégia e novos negócios da Easy Live.

Compartilhe

Deixe seu comentário