Este site utiliza cookies para lhe garantir uma melhor experiência. Você pode revisar as configurações de cookie do seu navegador.
compre com pontos
Diversão com economia

Afinal, você conhece cachaça artesanal?

A cachaça artesanal é uma das bebidas brasileiras mais tradicionais. Assim como o vinho e a cerveja artesanal, existem vários tipos de cachaça, com características e sabores diferentes.

Você tem curiosidade para entender mais sobre o assunto? Então hoje é seu dia de sorte! Neste artigo vamos apresentar os tipos de cachaça mais conhecidos, além de explicar a diferença entre a cachaça artesanal e a industrial.

Além disso, iremos compartilhar com você uma sugestão de ouro para desfrutar de uma degustação e aprender tudo sobre essa bebida tão adorada!

Você conhece os tipos de cachaça?

Embora os tipos de cachaça sejam vários, eles costumam ser classificados da seguinte forma:

Cachaça premium

A cachaça premium é uma versão aprimorada da bebida. Portanto, para quem gosta de uma experiência diferente, ela é uma ótima opção.

Além de ser destilada em um alambique de cobre, precisa ser armazenada em madeira por pelo menos um ano, em um recipiente adequado, para garantir sua qualidade.

Há ainda as cachaças extra premium, que tem 100% do volume envelhecido em madeira por um período de no mínimo 3 anos. Assim, seu aroma e sabor se tornam ainda mais intensos.

Cachaça ouro

Outro tipo de cachaça é a ouro! Ela recebe esse nome por conta da sua coloração de tom amarelado, devido ao processo de envelhecimento, no qual metade do seu volume fica armazenado em madeira

Uma curiosidade deste tipo de cachaça é que a maioria das cachaças ouro são envelhecidas em barris de carvalho europeu ou americano, interessante né?

A cachaça ouro tem uma cor de tonalidade amarelada e com aroma amadeirado.

Cachaça prata

Já a cachaça prata não tem coloração, ela costuma ser transparente e ter tanto o aroma quanto o sabor bem parecido aos da cana.

A cachaça prata se difere da cachaça ouro por conta do processo. Em vez de ser envelhecida na madeira, ela fica descansando em aço inox depois de passar pela destilação, onde ela é padronizada e engarrafada.

Cachaça envelhecida

Como você deve imaginar pelo nome, esse tipo de cachaça é caracterizado justamente pelo processo de envelhecimento! 

O processo de envelhecimento deste tipo é parecido com o da cachaça ouro, pois até metade do seu volume fica armazenado em barris de madeira. O que diferencia esse processo é o tempo, já que a cachaça envelhecida fica maturando por pelo menos um ano. 

É graças a este tempo de maturação que ela adquire sabores especiais e conforme a madeira utilizada para armazenamento, ela ganha um sabor diferente. Entre as mais usadas, estão o ipê, jequitibá, freijó, amburana, grápia, entre outras.

Cachaça artesanal

Por fim, temos o tipo de cachaça artesanal! Ela passa por diversas etapas, é feita com o caldo da cana e não tem a adição de nenhum produto químico.

Suas características podem variar de acordo com a época da colheita da cana, tempo de fermentação, processo de envelhecimento, entre outros detalhes de cada produtor.

Quais as diferenças entre a cachaça artesanal e a industrial?

As cachaças artesanais costumam ser produzidas em pequena escala. É por isso que elas são tão valorizadas, já que o processo de produção faz com que elas tenham um sabor único. Ou seja, são mais gostosas do que as industriais.

Geralmente, apenas o caldo da cana é usado na produção e o bagaço é descartado. Então, a bebida passa pela fermentação e, depois, pela destilação em um alambique de cobre.

No entanto, vale dizer que para garantir a qualidade da cachaça artesanal é preciso ter um conhecimento técnico e produzi-la em condições adequadas. Mas no Brasil o que não faltam são alambiques reconhecidos por produzir cachaças artesanais excelentes!

Já a cachaça industrial é fabricada em larga escala. É comum que elas contenham aditivos químicos, que são usados para melhorar o rendimento da produção e reduzir custos. E o processo de destilação costuma ser feito em destiladores de aço inox.

Por que consumir cachaça artesanal?

Quando comparamos à cachaça industrial com a cachaça artesanal, uma das vantagens é de não conter aditivos químicos que podem fazer mal à saúde. 

No entanto, a cachaça artesanal precisa ser verificada antes para garantir a sua qualidade e a segurança de seus consumidores. Sendo assim, o melhor é dar preferência às bebidas produzidas por alambiques de confiança e com selos de qualidade.

Os apreciadores das cachaças artesanais sabem que a escolha de qual tipo adquirir deve ser feita com cautela. Isso porque tomar cachaça é uma experiência agradável nos encontros sociais, sobretudo em ocasiões especiais.

Além disso, os fãs da bebida passam a fazer parte de uma cultura específica, já que adoram ir em busca de novos tipos de cachaça, visitar alambiques, participar de degustações.

Os encontros sociais para a degustação de cachaça artesanal são experiências únicas para os fãs dessa bebida.

Posso trocar pontos por degustação de cachaça artesanal? 

Se você gosta de bebida e gostaria de provar vários tipos, nada melhor do que participar de uma experiência dedicada à cachaça artesanal.

Com a ajuda da Easy Live, você pode trocar os seus pontos do cartão por créditos para:

É a sua chance de entrar para esse universo da cachaça artesanal e ficar por dentro das características dos diferentes tipos de cachaça.

Sabia que os seus pontos podem ser trocados por outros tipos de experiências também? Acesse o catálogo completo da Easy Live e confira!

Publicado por Claudio Albuquerque

CEO da Easy Live. Doutor pela Escola de Política e Filosofia da UFERJ e oriundo do mercado de Corporate Finanças. É, atualmente, o executivo que responde pela área de estratégia e novos negócios da Easy Live.

Compartilhe

Deixe seu comentário